Bem vindo ao SamuelAzevedo.com

As raízes geram os frutos

Você já ouviu falar de pessoas que desabrocham financeiramente?

Já notou que alguns indivíduos ganham rios de dinheiro e depois perdem tudo, ou começam aproveitando uma excelente oportunidade e, em seguida deixam o bolo desandar? Agora você saberá qual é a verdadeira causa deste problema. Por fora, parece má sorte, uma oscilação na economia, um sócio desonesto, seja lá o que for.

Por dentro, porém, a questão é outra. É por esse motivo que, se uma pessoa ganha muito dinheiro sem estar interiormente preparado para isso, o mais provável é que a sua riqueza tenha vida curta e ela acabe sem nada.

A maioria das pessoas simplesmente não tem capacidade interna para conquistar e conservar grandes quantias de dinheiro e para enfrentar os crescentes desafios que a fortuna e o sucesso trazem.

Princípio de Riqueza: Os seus rendimentos crescem na mesma medida em que você cresce!

Um bom exemplo disso são os que ganham em loterias. As pesquisas mostram continuamente que, seja qual for o tamanho do prêmio, a maior parte dos felizardos acaba voltando ao seu estado financeiro original, isto é, a ter a quantidade de dinheiro com a qual conseguem lidar com mais facilidade.

Algumas pessoas têm o “termostato” financeiro regulado para gerar milhões, outras são reguladas para gerar milhares e não milhões; a alguns têm o termostato ajustado para gerar algumas centenas. Finalmente, existem aquelas cujo termostato financeiro está condicionado a funcionar abaixo de zero – elas estão congelando e não sabem por quê.

O motivo é simples. As pessoas, na sua maioria, agem de forma inconsciente. Quase dormem no ponto – trabalham e pensam num plano superficial da vida, baseadas somente no que vêem. Elas vivem estritamente no mundo visível.

Imagine uma árvore. Suponha que seja a árvore da vida. Nela há frutos, e esses frutos são os nossos resultados. Nós olhamos para eles e não gostamos do que vemos – achamos que os frutos que produzimos são poucos, muito pequenos ou que o seu sabor deixa a desejar.

O que fazer então? A maioria de nós dedica ainda mais atenção aos resultados. Mas de onde eles vêm? São as sementes e as raízes que os geram.

É o que está embaixo da terra que cria o que está em cima dela. É o invisível que cria o visível. E o que isso significa? Isso quer dizer que, se você quer mudar os frutos, primeiro tem que trocar as raízes – quando deseja alterar o que está visível, antes deve modificar o que está invisível.

Aprendi com a experiência que as coisas que não vemos são muito mais poderosas do que as que vemos. Talvez você não concorde com essa afirmação, mas tenho certeza de que você sofrerá se não aplicar esse princípio na sua vida. Por quê? Porque estará indo contra as leis da natureza que dizem que o que está embaixo do solo gera o que está em cima dele, o que é invisível cria o visível.

Os seres humanos não estão acima da natureza, somos parte dela, portanto quando respeitamos as suas leis e cuidamos das nossas raízes, do nosso mundo interior, a vida flui suavemente. Se não fazemos isso, viver se torna difícil.

Em toda floresta, fazenda, pomar, é o que está embaixo da terra que gera o que está na superfície. Portanto é inútil concentrarmos a atenção nos frutos que já estão maduros. Não temos como mudar aqueles que já estão pendendo dos galhos, mas podemos modificar os que ainda vão nascer. Para isso, precisamos cavar a terra e reforçar as nossas raízes.

Princípio da Riqueza: Se você quer mudar os frutos, primeiro tem que trocar as raízes – quando deseja alterar o que está visível, antes deve modificar o que está invisível.

  • Baseado no livro “Os segredos da mente milionária” de T. Harv Eker

Aquele abraço e

Até o nosso próximo artigo.

Samuel Azevedo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *