Bem vindo ao SamuelAzevedo.com

Riqueza ou Felicidade?

 

As pessoas ricas vivem numa realidade de abundância. As pessoas de mentalidade pobre vivem num universo de limitações. Embora elas habitem o mesmo mundo físico, a diferença está nas suas perspectivas.

Os indivíduos que pensam pequeno, cultivam conceitos baseados na escassez. Deixam-se guiar por lemas como “Nunca se tem o bastante” e “Não se pode ter tudo”. Mesmo assim, embora ninguém possa ter “tudo” – afinal, isso faz parte da vida – eu acredito que você, com toda a certeza, é capaz de possuir “tudo o que realmente quer”.

Você almeja uma carreira de sucesso ou ter mais tempo para ficar com a sua família? Ambos. Você quer se dedicar aos negócios ou se divertir? Ambos. Você deseja dinheiro ou uma vida com sentido? Ambos. Você pretende enriquecer ou fazer o trabalho que ama? Ambos.

As pessoas de mentalidade pobre sempre escolhem uma coisa ou outra, enquanto os ricos optam por ambas. Eles entendem que, com um pouco de criatividade, podem quase sempre imaginar uma forma de possuir o melhor dos dois mundos.

De agora em diante, quando você se confrontar com uma situação do tipo “ou uma coisa ou outra”, a questão fundamental a perguntar a si mesmo é: “Como posso ter as duas coisas?” Esse questionamento mudará sua vida, ele o livrará de um modelo de escassez e limitação e, em troca, lhe dará um universo de possibilidades e abundância. Isso não se aplica apenas às coisas que você quer, mas a todas as áreas de sua vida.

Em nenhuma outra área o pensamento de que podemos ter “as duas coisas” é mais importante do que no campo financeiro. As pessoas de mentalidade pobre acreditam que devem optar entre a riqueza e os demais aspectos da vida, por isso racionalizam a posição de que o dinheiro não é tão importante.

Como já disse, essa idéia está errada. Afirmar que o dinheiro não é tão relevante quanto às outras coisas da vida é absurdo. Volto a perguntar: o que é mais importante – o seu braço ou a sua perna? Ambos é claro.

O dinheiro é um lubrificante, ele lhe permite deslizar pela vida, em vez de “se arrastar” por ela. Proporciona liberdade – para você comprar o que desejar e fazer o que quiser do seu próprio tempo. Com ele você tem condição de desfrutar o que há de melhor e também a oportunidade de ajudar outras pessoas a satisfazer suas necessidades básicas.

Acima de tudo, ser rico faz com que você não precise gastar a sua energia se preocupando com a falta de dinheiro.

A felicidade também é importante. Repito: é nesse ponto que as pessoas que pensam pequeno se confundem. Muitas delas acreditam que dinheiro e felicidade são mutuamente excludentes, não se combinam: ou se é rico ou se é feliz. Isso não passa de uma programação de quem pensa pequeno.

Uma pessoa que é rica, em todos os sentidos dessa palavra, entende que as duas coisas são indispensáveis, da mesma forma como precisamos de dois braços e de duas pernas, necessitamos de dinheiro e felicidade.

As pessoas ricas pensam: “Posso ter as duas coisas.”

As pessoas de mentalidade pobre pensam: “Posso ter uma coisa ou outra.”

* Baseado no livro “Os segredos da mente milionária.”

Aquele Abraço e

Até o nosso próximo artigo.

Samuel Azevedo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *